A tecnologia gera um grande impacto no setor de segurança no trabalho. Ela pode, por exemplo, criar uma realidade virtual ideal para o treinamento de funcionários e prevenção de situações de risco. Confira todos os seus benefícios.

A segurança no local de trabalho é um tema cada vez mais relevante para o cenário global. Especialmente para os funcionários que trabalham em setores como indústria de construção e mineração, por exemplo.

Para reverter essas preocupações e investir em um cenário cada vez mais seguro, a tecnologia é elencada como uma forte aliada para garantir a saúde e segurança dos funcionários.

Descubra como a tecnologia está impactando no setor de segurança do trabalho e aproveite o conteúdo para implementar soluções no seu negócio.

Como a tecnologia pode melhorar a segurança no local de trabalho?

Muitas vezes, a tecnologia é mencionada no contexto de aumentar a produtividade do trabalhador. Mas, ela pode também ser utilizada para fins de saúde e segurança – além disso, essa ideia vem ganhando força ao longo dos anos.

Os empregadores recorrem a vários softwares de segurança do trabalho, que permitem relatórios precisos para prevenção de doenças, acidentes ocupacionais, entre outros fatores.

Mas esse é só começo dessas inovações.

IoT para segurança

IoT, ou a Internet das Coisas, se expandiu nos últimos três anos e por bons motivos. A tecnologia utiliza sensores bluetooth para monitorar o status de equipamentos, ferramentas, entre outras funções.

Os hardwares e aplicativos conversam entre si para alertar os funcionários e os supervisores sobre as possibilidades de riscos em tempo real.

Os recursos de IoT variam de acordo com as necessidades dos clientes, mas aqui estão alguns recursos de destaque:

• Atualizações remotas: as atualizações remotas permitem que o provedor melhore a eficácia ao longo do tempo. Dessa forma, os dados de saúde do trabalhador estarão sempre criptografados e seguros.

• Análise preventiva: essas análises emitem alertas imediatos sobre condições perigosas e identificam, ao longo do tempo, áreas de melhoria.

• Consciência contextual: as ferramentas IoT podem (e devem) analisar contextos, como localização geográfica, mapas de local de trabalho e dados de saúde individuais de cada trabalhador. E esses são só alguns exemplos.

Realidade virtual e realidade aumentada

A AR (Realidade Aumentada) e a VR (Realidade Virtual) são ótimas ferramentas para o treinamento dos funcionários.

Com o AR, os usuários seguram uma tela de celular e/ou tablet para visualizar a câmera ao vivo. Já com o VR, os usuários usam um hardware com luvas e óculos para visualizar e experimentar o “universo” fabricado pela tecnologia.

Ambas as tecnologias podem ser utilizadas para simular situações perigosas e melhorar a capacidade dos funcionários de reconhecer e lidar com os sinais de alerta.

Drones

Os drones vêm conquistando seu espaço e aumentando sua popularidade ao longo dos anos. Seus recursos são fundamentais no setor de segurança do trabalho, pois eles auxiliam a priorizar a saúde e a segurança.

O uso de drones permite que os funcionários acessem áreas perigosas, que podem ser muito quentes, frias ou de difícil acesso, por exemplo.

Dessa forma, os drones são capazes de coletar os dados necessários, entregá-los em tempo hábil e, ainda, reduzir os riscos de acidentes.

*Fonte:https://ww2.soc.com.br/2020/04/como-a-tecnologia-impacta-no-setor-de-seguranca-do-trabalho/